Important:

Quaisquer soluções e/ou desenvolvimento de aplicações pessoais, ou da empresa, que não constem neste Blog podem ser tratados como consultoria freelance.

Views

VBA Excel - Capturando todas as planilhas de um diretorio

Capturando o nº de arquivos em um diretório.

Eis a solução:

sub diretorio ()

Dim nFile As String
Dim nAddress As String

Let nFile = ActiveWorkbook.Name
Let nAddress = Left(ActiveWorkbook.FullName, Len(ActiveWorkbook.FullName) – Len(nFile))
Let qtdeBases = nAddress + "bases"
Let nFile = Dir(qtdeBases & "*.xls*")

Do While Len (nomePlanilha) > 0
Let nFile = Dir()
Loop

end sub

Tags: VBA, excel, files


VBA Access - Oculto - Criando um banco de dados novo



Durante o processamento de dados, ou mesmo para podermos ter uma base para para popular momentaneamente com dados base para relatórios, dashboards, scorecards, etc.

Quando estamos simulando cenários, talvez não desejemos guardar estes dados para depois, mas queiramos dar agilidade, por manter os dados numa base temporária.

Eis a solução:

Sub CreateObject()
Dim nAddress as String
Dim nApplication as String

Let nAddress = ThisWorkbook.Path + ""

' Poderíamos usar para o Excel: Excel.Application

Set nApplication = CreateObject("Access.Application") 

Let nApplication.Visible = False

nApplication.OpenCurrentDatabase (nAddress + "tmpRPT.accdb")

Caso fosse Excel:  a.Workbooks.Open (nAddress + "tmpRPT.xlsb")

nApplication.CloseCurrentDatabase

nApplication.Quit

Set nApplication = Nothing
End Sub


Tags: VBA, Access, application, database



BI - Apresentando o Business Intelligence Development Studio - 01



O Business Intelligence Development Studio é o Microsoft Visual Studio 2008 com tipos de projeto adicionais específicos do SQL Server Business Intelligence. O Business Intelligence Development Studio é o ambiente principal usado para desenvolver soluções de negócios que incluem projetos do Analysis Services, do Integration Services e do Reporting Services. Cada tipo de projeto fornece modelos para criar os objetos necessários às soluções de business intelligence, além de oferecer uma variedade de designers, ferramentas e assistentes para trabalhar com os objetos.

O Business Intelligence Development Studio, ambiente de desenvolvimento de 32 bits para os projetos do Analysis Services, do Integration Services e do Reporting Services, não foi projetado para ser executado na arquitetura Itanium de 64 bits e não pode ser instalado em servidores Itanium.

O Microsoft Visual Studio 2010 não oferece suporte aos projetos do Business Intelligence Development Studio Integration Services, do Report Services e do Analysis Services para o SQL Server 2008 e o SQL Server 2008 R2. Para solucionar esse problema, é possível instalar o Visual Studio 2008 juntamente com o Visual Studio 2010 no mesmo computador e abrir os projetos do Business Intelligence Development Studio no Visual Studio 2008.

Página Inicial

Ao abrir o Business Intelligence Development Studio, a página Inicial será exibida no centro da interface do usuário do Business Intelligence Development Studio. Essa página exibe:

- Uma lista de projetos recém-atualizados;

- Tópicos da ajuda, sites, artigos técnicos e outros recursos;

- Links para informações sobre eventos e produtos da Microsoft;

- Uma lista de artigos RSS do canal de notícias.

Após abrir um objeto em um projeto, o designer para trabalhar com aquele projeto também aparece na janela central.

Para exibir uma página diferente da página inicial na inicialização, clique em Opções do menu Ferramentas, expanda o nó Ambiente e, na lista na Inicialização, selecione o item a ser exibido.

Se quiser obter mais informações sobre a página Inicial, clique na página Inicial e pressione F1. Se a página Inicial estiver fechada, clique em página Inicial no menu Exibir.


Janelas de Ferramentas no Business Intelligence Development Studio

O Business Intelligence Development Studio inclui um conjunto de janelas para todas as fases de desenvolvimento da solução e gerenciamento do projeto.

Por exemplo: o Business Intelligence Development Studio inclui janelas que permitem gerenciar vários projetos como uma unidade, bem como exibir e modificar as propriedades dos objetos nos projetos. Essas janelas estão disponíveis para todos os tipos de projeto no Business Intelligence Development Studio.

O diagrama a seguir mostra as janelas no Business Intelligence Development Studio na configuração padrão.



O Business Intelligence Development Studio consiste em quatro janelas principais:

Gerenciador de Soluções

Janela Propriedades

Janela Designer

Caixa de Ferramentas

Veja vários exemplos da interface:

Outras janelas incluídas no Business Intelligence Development Studio permitem que você exiba resultados da pesquisa e obtenha informações sobre mensagens de erro e dados produzidos pelos designers ou depuradores do projeto: 

O Gerenciador de Servidores lista as conexões de banco de dados; 

O Pesquisador de Objetos exibe os símbolos disponíveis a serem usados em um projeto; 

A Lista de Tarefas relaciona tarefas de programação definidas pelo usuário e a Lista de Erros fornece descrição detalhada dos erros.

















Gerenciador de Soluções
Podemos gerenciar todos os diferentes projetos existentes em uma solução a partir de uma única janela, o Gerenciador de Soluções. A exibição Gerenciador de Soluções apresenta a solução ativa como um contêiner lógico para um ou mais projetos e inclui todos os itens associados ao projeto. 

Você pode abrir itens de projeto para modificação e executar outras tarefas de gerenciamento diretamente dessa exibição. Como diferentes tipos de projetos armazenam itens de diferentes maneiras, a estrutura de pasta no Gerenciador de Soluções não reflete, necessariamente, o armazenamento físico real dos itens listados na solução.

No Gerenciador de Soluções, podemos criar soluções vazias e adicionar projetos novos ou existentes à solução. Se criar um novo projeto sem antes criar uma solução, o Business Intelligence Development Studio criará automaticamente também a solução. Quando a solução incluir projetos, a exibição de árvore incluirá nós para os objetos específicos do projeto.Por exemplo:

O projeto Analysis Services inclui um nó Dimensões,

O projeto Integration Services inclui um nó Pacotes e  

O projeto do Modelo de Relatório inclui um nó Relatórios.

Janela Propriedades
A janela Propriedades lista as propriedades de um objeto. Essa janela é usada para exibir e alterar as propriedades dos objetos, como pacotes, que são abertos em editores e designers. Também podemos usar a janela Propriedades para editar e exibir as propriedades do arquivo, do projeto e da solução.

Os campos na janela Propriedades têm tipos diferentes de controles inseridos que são abertos quando clicamos neles. O tipo de controle de edição depende da propriedade específica. Esses campos de edição incluem caixas de edição, listas suspensas e links para caixas de diálogo personalizadas. Propriedades que estão esmaecidas são somente leitura.


Janela Caixa de Ferramentas
A janela Caixa de Ferramentas exibe uma variedade de itens para uso em projetos de business intelligence. As guias e os itens disponíveis na Caixa de Ferramentas mudam de acordo com o designer ou editor em uso.

A janela Caixa de Ferramentas sempre exibe a guia Geral e pode também exibir guias como Itens do Fluxo de Controle, Tarefas de Manutenção, Origens do Fluxo de Dados ou Itens de Relatório.

Alguns designers e editores não usam itens da Caixa de Ferramentas. Nesse caso, a Caixa de Ferramentas contém somente a guia Geral.


Janela Designer
A janela Designer é a janela de ferramentas na qual você cria ou modifica objetos de business intelligence. O designer fornece uma exibição de código e uma exibição de design de um objeto. 

Quando abrimos um objeto em um projeto, o objeto é aberto em um designer especializado nesta janela. Por exemplo, se abrirmos uma exibição da fonte de dados em qualquer projeto de business intelligence, a janela do designer é aberta usando o designer Exibição da Fonte de Dados.


Tags: BI, Business, Intelligence, OLAP, SQL, BI, DW, SQL Server, DBA, OLTP, RAL, ITL, MART, Business Intelligence, Development Studio, Microsoft Visual Studio 2008, SQL Server, Analysis Services, Integration Services, Reporting Services, 


Séries - 04 - Vá além





A maioria de nós tem um perfil no LinkedIn, alguns cuidam esmeradamente dele, e outros simplesmente relegam-no ao abandono. 

Nem todos desejam ter trabalho para preparar a sua própria página com o seu Curriculum Vitae disponível.

Não devemos subestimar o que o nosso perfil profissional nesta rede pode fazer por nós.

Um perfil bem cuidado pode fazer com que profissionalmente recebamos uma visibilidade que não teríamos de outra maneira. 

Esta Dica de como usar o LinkedIn num Perfil profissional, será bem interessante e pertinente. Ao lê-la, assimile o máximo, tentando colocar em prática a utilização desta poderosa ferramenta de NetworkingMarketing e Pesquisa.
   
4. Vá Além
A primeira coisa que fazemos no LinkedIn é ceder a tentação quase irresistível de criar o nosso perfil parecido com o nosso CV que está no papel. Mas como e porque resistir?

Quando encontramos clientes em potencial, normalmente, não lhes recitamos uma enorme lista das empresas nas quais trabalhamos e as responsabilidades que tínhamos nela. Portanto, não há porque fazermos o mesmo no Linkedin.

As apresentações mais eficazes são aquelas que concentram-se naquilo em que pudemos efetivamente ajudar, os problemas que ajudamos a resolver ou os resultados que ajudamos a obter. Então, se perguntarem mais, talvez resolva dizer um pouco mais sobre o que fez - talvez dando um backstory falando um pouco mais a respeito de porque está singularmente qualificado para ajudar, ou queira citar um exemplo de um trabalho que fez.

O Linkedin é essencialmente para fazer conexões. Para a maioria dos profissionais isso significa clientes e parceiros de negócios, e não recrutadores.

Precisamos criar nossos perfis para que tenham o impacto desejado sobre nossas conexões. Nossa abordagem deve ser similar àquela que efetuamos numa introdução numa reunião.

Pense sobre a impressão que quer causar em seus clientes potenciais. O que vai torná-los interessados ​​o suficiente para lerem seu perfil? Provavelmente algo que lhes diga que trabalha com pessoas com perfis similares aos que eles trabalham e que lida com o mesmo tipo de desafios que eles têm.

O que vai fazê-los ler sobre você? Provavelmente alguns exemplos interessantes de onde possam detrair que podem começar a obter resultados se pudessem tê-lo na equipe.

Por que fariam contato com você? Talvez sintam-se convidados a isso, talvez possa deixar o endereço de algum Blog onde posta regularmente suas ideias profissionais, ou um site com detalhes do seu perfil profissional com as suas experiências profissionais e cases que desenvolveu.
Faça o que fizer, não se atenha apenas aos detalhes do seu CV.

Tags: séries, LinkedIn, Networking, Tips, Professionals, profissional, perfil, profile, CV, curriculum, curriculum vitae, series



Tips - As formiguinhas e a dona barata.



Achei este texto muito interessante e elucidativo, talvez ajude-nos a refletir quão importante é dar atenção aos detalhes.


Inline image 2 O texto é de Elazier Barbosaelazierbarbosa@hotmail.com.


As formiguinhas e a Dona barata...

Imagine você no seu café da manhã, com o uma fatia de pão em uma mão, faca na outra pronto para pegar um pouco da sua geleia preferida e vê 3 forminhas passeando alegremente  na sua geleia!

Você exclama: Puxa! São minúsculas e quase que você as vias, mas não deixam de ser formigas!

Decisão: jogar fora o seu vidro de geleia preferida  recém-inaugurado!

Ou usar uma colher e tirar as ditas formiguinhas juntas com um parte da geleia, pressupondo que somente em volta de cada formiguinha deveria estar sujo, contaminando a sua querida geleia.

Pressupondo a vontade de comer sua geleia o que você faria?

A maioria, acho que com certeza aplicaria a segunda alternativa. É uma formiga mas é  uma formiguinha pequenininha e se for tirada  junto comum pouco de geleia, está tudo beleza!

Vamos ao  segundo ato.

Repetindo a primeira cena, você leva a faca à gelia e, quem está deitadona na geleia? É a dona barata! Com a barriguinha cheia de geleia! Êta vida doce!

E agora, qual das alternativas você aplicaria? Tiraria cuidadosamente a dona barata da geléia (segurando pelas suas perninhas ?) e com um pouco de geléia junto e negócio fechado? 

Eu acho que não, Acho que você horrorizado e com muita raiva jogaria tudo no lixo. Não iria nem quer aproveitar o vidro pra guardar parafusos, porquinhas e outras cositas mas que a gente guarda e nunca usa.

Como o nosso tema é administração, vamos então  sequenciando  para essa  área 

Você já percebeu quanta vezes relevou alguns funcionários que:

 - Escreverem o nome de maneira errada do cliente,

 - Chamam de Maria quando era Mário;

 - Mandam um e-mail cheio de erros de português,

 - Tratam o  cliente de maneira excessivamente informal como se fosse colega de faculdade;

 - Enviam a mercadoria à tarde quando era para ser enviada na parte da manhã;

 - Deixam o cliente dependurado no telefone e acabam até esquecendo que o coitado estava  aguardando, aguardando...

 - Quando ligam para o cliente e se é atendido por uma voz feminina fazem gracejos impróprios  e fazem perguntas pessoais que nada tem a ver com o negocio da companhia e por aí vai. 

Ou seja você acha esses comportamentos aceitáveis pois acha que ninguém é perfeito e que isso também não vai criar maiores problemas pra a empresa

Mas convenhamos no mês, passado quando o seu funcionário tirou um pedido e errou pra cima no zero e você produziu 10 vezes mais e só pode entregar 10%, aí então você ficou uma fera e botou ele olho da rua!

Vamos  voltar as formiguinhas. Mate um barata e deixe ela no chão da cozinha. Logo de manhã vai verificar como está a defunta. Você irá ver que ela está toda decorada por um batalhão de formiguinhas em ação. 

Espere até a noite e as formiguinhas terão levado em partes, toda a barata pro formigueiro. Perfeito trabalho em equipe, umas cortando em pedacinhos a defunta e as outras levando os pedacinhos pra a formigueiro 

Moral da história: você tem nojo de comer barata diretamente mas é relevante com as formiguinhas que comem barata, logo, você come e não acha que é problema comer barata por tabela. 

Agora talvez nem precisasse continuar escrevendo. Aqueles funcionários que fazem "pequenas faltas" com o clientes são as formiguinhas que você está engolindo no dia-a-dia

Aquele que você mandou embora no mês passado era uma baratona!

Meu Amigo se você na sua cozinha continuar numa boa com as formiguinhas vai comer muitas baratas por tabela! 

Lembre-se: Erros pequenos são como tijolos quando empilhados podem fazer um grande muro. O muro que irá manter sua empresa fora o mercado.

Tags: Corporativo, Dica, comportamento, fábula, aprendizado, formiga, barata

LinkWithinBrazilVBAAccessSpecialist

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vitrine